As Férias de Tarsila do Amaral

O Estúdio Abelha lança a coleção Os Artistas saem de férias e Tarsila do Amaral nos inspira a criar uma dança clássica em um jardim botânico com o desarranjo de suas obras para a criação de peças exclusivas, com produção numerada tal qual uma obra de arte.

A flora tropical de diversos quadros da artista em sua fase Pau-Brasil e Antropofagia precisou ser desconstruída para a criação do jardim verde no barrado da peça. Algumas árvores saíram dos quadros A Cuca, Manacá e Cartão Postal.

A famosa obraAbaporu é duplicada e se transforma em um casal apaixonado, enquanto A Boneca dança e dá piruetas na bela paisagem de O Pescador.A obra Operários, que originalmente remete a massificação do trabalho e às condições de vidas duras nas cidades, é completamente descaracterizada nesta coleção, quando apenas uma faixa muda a expressão dos rostos enfileirados e transmite a sensação de curiosidade sobre o espetáculo do restante da arte.
A brincadeira desta coleção demonstra a importância do traço de cada artista, que mesmo quando desconstruído,  não perde sua identidade.

Esta postagem foi escrita por Adriana Bernardino